08 julho 2013

Filho amado

| |

Talvez não se lembre mas do dia em que contigo estive.
Fui a sua casa para te ver, queria te ouvir, conversar, contigo estar.
Mas você não permitiu me aproximar.
Tomei a decisão de vir em seus sonhos, com a esperança de que você me estendesse.
Mas mesmo assim foi em vão.
Seu coração estava tão perdido, tão amargurado, que não permitiu nenhuma aproximação.
Mesmo assim te amo, tu es meu filho amado  e contigo vou estar, sempre que precisar.
Tu es meu filho esperado, guardado e nada nem ninguém no mundo vai nos separar, se cair te ampararei não a dor que eu não curarei.
                                                                                                                                     (Natália Custódio)

0 comentários:

Postar um comentário